Esdras‎ > ‎

Esdras 05

A carta de Tatenai a Dario

1 Ora, o profeta Ageu e o profeta Zacarias, descendente de Ido, profetizaram aos judeus de Judá e de Jerusalém, em nome do Deus de Israel, que estava sobre eles.
2 Então Zorobabel, filho de Sealtiel, e Jesua, filho de Jozadaque, começaram a reconstruir o templo de Deus em Jerusalém. E os profetas de Deus estavam com eles e os ajudavam.
3 Tatenai, governador do território a oeste do Eufrates, Setar-Bozenai e seus companheiros foram logo perguntar a eles: "Quem os autorizou a reconstruir este templo e estes muros?
4 E como se chamam os homens que estão construindo este edifício?"
5 Mas os olhos do seu Deus estavam sobre os líderes dos judeus, e eles não foram impedidos de trabalhar até que um relatório fosse enviado a Dario e dele se recebesse uma ordem oficial a respeito do assunto.
6 Esta é uma cópia da carta que Tatenai, governador do território situado a oeste do Eufrates, Setar-Bozenai e seus companheiros, os oficiais do oeste do Eufrates, enviaram ao rei Dario.
7 O relatório que lhe enviaram dizia o seguinte:
"Ao rei Dario:
"Paz e prosperidade!
8 "Informamos ao rei que fomos à provín­cia de Judá, ao templo do grande Deus. O povo o está reconstruindo com grandes pedras e já estão fixando as vigas de madeira nas paredes. A obra está sendo executada com diligência e apresentando rápido progresso.
9 "Então perguntamos aos líderes: Quem os autorizou a reconstruir este templo e estes muros?
10 Também perguntamos os nomes dos líderes deles, para que os registrássemos para a tua informação.
11 "Esta é a resposta que nos deram:
12 " 'Somos servos do Deus dos céus e da terra e estamos reconstruindo o templo edificado há muitos anos, templo que foi construí­do e terminado por um grande rei de Israel.
Ma­s, visto que os nossos antepassados irrita­ram o Deus dos céus, ele os entregou nas mãos do babilônio Nabucodonosor, rei da Babilônia, que destruiu este templo e deportou o povo para a Babilônia.
13 " 'Contudo, no seu primeiro ano como rei da Babilônia, o rei Ciro emitiu um decreto ordenando a reconstrução desta casa de Deus.
14 Ele até mesmo tirou do templo da Babilônia os utensílios de ouro e de prata da casa de Deus, os quais Nabucodonosor havia tirado do templo de Jerusalém e levado para o templo da Babilônia." 'O rei Ciro os confiou a um homem chamado Sesbazar, que ele tinha nomeado governador,
15 e lhe disse: "Leve estes utensílios, coloque-os no templo de Jerusalém e recons­trua a casa de Deus em seu antigo local".
16 En­tão Sesbazar veio e lançou os alicerces do templo de Deus em Jerusalém. Desde aquele dia o templo tem estado em construção, mas ainda não foi concluído'.
17 "Agora, se for do agrado do rei, que se faça uma pesquisa nos arquivos reais da Babilô­nia para verificar se o rei Ciro de fato emitiu um decreto ordenando a reconstrução da casa de Deus em Jerusalém. Aguardamos do rei a decisão sobre o assunto".