Êxodo‎ > ‎

Êxodo 11

A morte dos primogênitos

1 Disse então o Senhor a Moisés: "Enviarei ainda mais uma praga sobre o faraó e sobre o Egito. Somente depois desta ele os deixará sair daqui e até os expulsará totalmente.
2 Diga ao povo, tanto aos homens como às mulheres, que peça aos seus vizinhos objetos de prata e de ouro".
3 O Senhor tornou os egípcios favoráveis ao povo, e o próprio Moisés era tido em alta estima no Egito pelos conselheiros do faraó e pelo povo.
4 Disse, pois, Moisés ao faraó: "Assim diz o Senhor: 'Por volta da meia-noite, passa­rei por todo o Egito.
5 Todos os primogênitos do Egito morrerão, desde o filho mais velho do faraó, herdeiro do trono, até o filho mais velho da escrava que trabalha no moinho, e também to­das as primeiras crias do gado.
6 Haverá grande pranto em todo o Egito, como nunca houve an­tes nem jamais haverá.
7 Entre os israelitas, porém, nem sequer um cão latirá contra homem ou animal'. Então vocês saberão que o ­Senhor faz distinção entre o Egito e Israel!
8 Todos esses seus conselheiros virão a mim e se ­ajoelharão diante de mim, suplicando: 'Saiam você e todo o povo que o segue!' Só então eu sairei". E, com grande ira, Moisés saiu da presença do faraó.
9 O Senhor tinha dito a Moisés: "O faraó não dará ouvidos a vocês, a fim de que os meus prodígios se multipliquem no Egito".
10 Moi­sés e Arão realizaram todos esses prodígios diante do faraó, mas o Senhor lhe endure­ceu o coração, e ele não quis deixar os israelitas saírem do país.